Procon aconselha sobre serviços do Instagram

Solere Consumidor Online - Procon aconselha sobre serviços do Instagram

Procon aconselha sobre serviços do Instagram.

O gerente de fiscalização do Procon-PE, Roberto Campos, dá orientações em como proceder para evitar os riscos de uma compra feita pelo Instagram ou demais plataformas de e-commerce.

Nos dias de hoje, procuramos sempre a praticidade, por isso é normal, que tenha aumentado as vendas pelo Instagram, podemos encontrar de tudo, bebidas, comida vegana, bolos entre outros.

Diversas empresas surgiram com as plataformas virtuais, já outras migraram da forma tradicional (Ponto fixo) ou e-commerce para o Instagram. Porém o consumidor deve ficar atento à reputação dos perfis, para evitar dor de cabeça depois da compra.

Roberto Campos, gerente de fiscalização do Procon-PE, dá orientações essenciais. “O risco de adquirir uma compra via Instagram é o mesmo nas demais plataformas de e-commerce. Exige atenção. Para evitar qualquer tipo de prejuízo, é preciso buscar orientações na sua rede de convivência atrás do histórico daquele perfil. Também é possível buscar informações nos sites de reclamação ou no próprio Procon – que possui um sistema com o perfil de muitos fornecedores no Estado”.

“Além disso, é bom ficar atento às condições em que o alimento é oferecido. Se tem, por exemplo, etiqueta com valores nutricionais e até mesmo o aval de um nutricionista, pois também existem as recomendações da Vigilância Sanitária.

Mas, claro, há pessoas que fazem o serviço na cozinha da própria casa e não tem como saber todo o seu histórico de produção. Nós, do Procon, não queremos banir a atividade empresarial de quem executa a atividade de maneira artesanal, mas é preciso atender às normas sobre aquilo que ele oferece”.

Sobre os direitos do consumidor, quem aguarda uma entrega que foi prometida para acontecer em determinado horário, pode recusar o produto e ser ressarcido, caso o entregador não cumpra com o prometido. A responsabilidade e risco é do fornecedor. Ainda não temos dados com a quantidade de denúncias de serviços prometidos pela internet. O e-commerce ainda é algo novo. Mas é possível se inteirar via sites de reclamação, como o Reclame.Aqui, a plataforma do governo (consumidor.gov.br) e aqui no Procon-PE”, completou.

Caso você se sinta lesado de alguma forma, acesse a plataforma do advogado online para defesa do consumidor e saiba como defender seus direitos.

Compartilhar este post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts relacionados

Abrir chat
1
Olá! Como podemos ajuda-lo?
Olá! Você necessita de alguma assistência jurídica? Nossos advogados estão prontos para te ajudar em questões envolvendo os seus direitos como consumidor.