Contratos e Cobranças Indevidas Lideram Reclamações no Procon

Contratos e cobranças indevidas lideram reclamações no Procon

Contratos e Cobranças Indevidas Lideram Reclamações no Procon.

Entre tantas infrações ao código de defesa do consumidor, as cobranças indevidas na área financeira lideram a lista de reclamações do Procon (Uberaba), em 2018. Os relatórios do Procon denotam aproximadamente 3100 atendimentos relacionados à este tipo de reclamação, nos últimos 9 meses. As reclamações ligadas com problemas de contratos, rescisões de contratos, cumprimento etc., chegaram perto de 911 atendimentos e 847 foram reclamações vinculadas com cobranças indevidas.

Após a realização de uma analise comparativa para mesmo período em 2017, foi constato 3262 atendimentos, aos quais 911 estavam anexados à problemas de contratos e 833 por cobranças abusivas.

Thatiana Carvalho Pereira, Chefe de Departamento de Fiscalização do Procon, menciona que uma reclamação comum é o desconto em folha de pagamento sem reconhecimento do consumidor.

Esta semana começamos a notificar correspondentes bancários e financeiras da cidade a apresentarem os documentos para funcionamento, não só para verificar se está tudo legal, mas também para termos um levantamento de quais têm convênio com os bancos e condições para funcionar e prestar serviço, e assim evitar situações em que o consumidor está sendo cobrado por um serviço que ele não contratou”, explica Thatiana.

As explicações informam que conveniadas as instituições financeiras, recebem suas comissão diretamente do banco e qualquer cobrança ao consumidor é considerada indevida.

Se a financeira ou correspondente solicitar que o cliente ‘pague’ algum valor de volta do empréstimo, é preciso acionar o Procon”, destaca Pereira.

As orientações provenientes do Procon (Uberaba) ao consumidor, aconselham a recusar oficialmente qualquer proposta de assinatura de documentos em branco e sempre ler o conteúdo desse papeis (verifiquem as letras miúdas no rodapé dos documentos). Em casos de pessoas com necessidades especiais (que apresentam sintomas de deficiência visual) é recomendável convidar alguém de confiança para auxiliar e facilitar o entendimento.

Em caso de dúvidas, a pessoa pode procurar o Procon, localizado na avenida Leopoldino de Oliveira, 2976 – Centro (próximo ao Mercado Municipal), ou entrar em contato pelo telefone (34) 3334-9100 ou o tridígito 151.

Compartilhar este post:

Envie para um amigo