Comércio eletrônico gera emprego, renda e conforto para o consumidor

Comércio eletrônico gera emprego, renda e conforto para o consumidor

Comércio eletrônico gera emprego, renda e conforto para o consumidor

Além do segmento do comércio eletrônico estar crescendo diariamente com um registro de 31,9 milhões de consumidores na rede, o comércio eletrônico oferece inúmeras vantagens, tais como: economizar o tempo, evitar as longas filas, fugir do trânsito caótico concentrando nas grandes metrópoles e se livrar de estacionamentos lotados.

A América Economia Intelligence, realizou recentemente uma análise à pedido da empresa Visa (cartões de crédito) sobre o faturamento do segmento de e-commerce e identificou um valor aproximativo de US$ 25 bilhões, em 2017. Esse resultado, posicionou o Brasil em 1º lugar no ranking, dentre todos os países da América d Sul, com o PIB de 1% apenas com vendas eletrônicas.

A aceitação da internet pela classe média brasileira, juntamente aos critérios de segurança online, impulsionamento do Social commerce e vendas de cupons de desconto ou vendas coletivas, transforma o comércio eletrônico como protagonista da econômica brasileira.

O alto crescimento do comércio eletrônico no Brasil, alavancou diversas oportunidades de emprego em diferentes setores do e-commerce. O índice mais elevado de contratações estão ligadas com o segmento do comércio, logística, atendimento ao cliente e tecnologia. Porém, existem muitos amadores atuando no ramo do e-commerce.

A quantidade de micro e médias empresas crescem gradualmente, graças a facilidade de acesso às tecnologias disponíveis na internet.

Estamos à frente de muitos mercados, mas ainda há espaço para muito amadurecimento. A popularização da banda larga e o fácil acesso a hardware está abrindo novas possibilidades ainda inexploradas. Em paralelo, empreendedores criam, todos os dias, modelos de negócio inovadores. Se considerarmos ‘mercado maduro’ como um mercado já consolidado, que permite que empresas prosperem, acho que a definição está correta. Apesar disso, há ainda muito espaço para ideias inovadoras que, do dia para a noite, podem virar todo o jogo”, opina Romero Rodrigues, CEO do site Buscapé.

O atual sucesso do comércio eletrônico é em virtude da aplicação de técnicas de marketing digital, tais como: otimização SEO, Google AdWords, divulgação em mídias sociais, campanhas de e-mailing etc.

Peixe Urbano, Walmart, Casas Bahia e Americanas são grandes “atores” no comércio eletrônico brasileiro.

Compartilhar este post:

Envie para um amigo